Este site utiliza cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência. Ao continuar navegando
você concorda com nossa política de privacidade. Política de Privacidade

Facebook
Instagram
Linkedin
Twitter
Youtube
Fale Conosco
Nova modalidade de seguro deve beneficiar produtores de cana e mitigar riscos climáticos
Publicado em 17/08/2021 às 09h56
Foto Notícia
Cana pode ser uma das culturas mais beneficiadas pela nova modalidade
Uma nova modalidade de seguro rural deve revolucionar o setor e trazer aos produtores a possibilidade de mitigarem os riscos climáticos adversos, tais como a seca, geadas, granizo, inundações e outros fenômenos que hoje não são cobertos ou que encarecem a contratação de apólices de seguro rural.

A nova modalidade, chamada de Seguro Paramétrico, foi desenhada pelo INMET -- Instituto Nacional de Meteorologia e é inédita no Brasil. Dentre as culturas que mais poderão se beneficiar desta modalidade está a cana-de-açúcar, o milho, café, laranja, eucalipto, dentre outras.

"O seguro paramétrico se utiliza do SIM Inmet -- Sistema de Informações Meteorológicas - para estabelecer os indicadores de risco, utilizando-se de nossos dados das estações, radares e satélites, o que também reduz significativamente os custos, pois não depende de uma visita técnica de um perito e torna o sistema muito mais seguro para as partes: seguradoras e agricultores (contratantes)", destacou Miguel Ivan Lacerda, diretor presidente do Inmet.

Na semana passada três fazendas de cacau da Bahia contrataram a nova modalidade e emitiram a primeira apólice de seguro rural paramétrico do País. A operação reuniu iniciativa privada, poder público e produtores na modulação da ferramenta customizada para mitigar os impactos das alterações do clima.

O diretor presidente do Inmet destacou ainda que a nova modalidade é um marco no projeto de financeirização dos dados do SIM Inmet, que envolve também a construção de um "derivativo climático" que será negociado na B3.

"Esta nova modalidade vai atender, principalmente, aquelas culturas cujo custo de contratação de um seguro, hoje, nos moldes do que existe, é inviável. Você poderá, por exemplo, contratar uma apólice por um determinado período, por exemplo, preciso de chuva para o desenvolvimento da cana entre os meses de março a junho, pronto, posso contratar apenas uma apólice que me assegure uma cobertura caso a chuva não ocorra nesse período, tudo isso monitorado pelo Sistema SIM Inmet. Uma revolução e acessibilidade para um enorme universo de produtores", finalizou o diretor presidente do Inmet.

A nova modalidade poderá ser contratada diretamente pelas seguradoras que já existem no mercado. Nos Estados Unidos, por exemplo, esta modalidade já existe há pelo menos três décadas.
Rogério Mian
Fonte: Agência UDOP de Notícias
Copyright© 2008 - UDOP.
Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução, desde que citada a fonte.
Mais Lidas