Este site utiliza cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência. Ao continuar navegando
você concorda com nossa política de privacidade. Política de Privacidade

Facebook
Instagram
Linkedin
Twitter
Youtube
Fale Conosco
Oferta restrita faz preços do açúcar ultrapassarem 20 cts/lb; veja a perspectiva de especialistas sobre os preços
Publicado em 17/08/2021 às 08h41
Foto Notícia
A oferta restrita de açúcar em todo o mundo devido a problemas climáticos no maior produtor da commodity: o Brasil, forçou as compras pelo adoçante nesta segunda-feira nas bolsas internacionais. Segundo operadores ouvidos pela Reuters, as posições compradas de investidores especulativos atingiram o maior patamar desde o fim de outubro de 2020, quando subiu para o pico de 211.334 lotes.

Ontem, na ICE, de Nova York, o açúcar bruto fechou acima dos 20 cts/lb, com o vencimento outubro/21 negociado a 20,03 centavos de dólar por libra-peso, 8 pontos a mais, ou 0,4%, no comparativo com os preços praticados na sexta-feira (13). Já a tela março/22 subiu 11 pontos, negociada em 20,63 cts/lb. Os demais lotes subiram entre 5 e 14 pontos, com exceção do lote julho/22 que caiu 1 ponto.

Ainda segundo a Reuters, operadores afirmaram que uma redução das previsões de produção na região centro-sul do Brasil ajudou a restringir a oferta e impulsionou nova onda de compras de fundos.

Ontem no painel do 14º Congresso Nacional da Bioenergia, representantes do Brasil, da Índia e dos Estados Unidos discutiram quais sãos as perspectivas de mercado do açúcar para os próximos 10 anos. O painel foi moderado pela CEO da ISO - International Sugar Organization que pontuou uma série de motivos para que o açúcar continue sua trajetória de alta. Assista ao painel em inglês clicando aqui. Se preferir você pode assisti-lo com a tradução para o português clicando aqui.

Açúcar branco

Em Londres a semana também começou em alta para o açúcar branco. Ontem, a tonelada da commodity, no vencimento outubro/21, foi negociada em US$ 496,30, valorização de 5,20 dólares no comparativo com os preços de sexta. Já a tela dezembro/21 subiu 4,10 dólares. Os demais contratos fecharam valorizados entre 40 cents e 5,50 dólares.

Açúcar cristal

No mercado doméstico o açúcar cristal também fechou em forte alta nesta segunda-feira pelo Indicador Cepea/Esalq, da USP. Ontem, a saca de 50 quilos foi negociada em R$ 129,38, contra R$ 125,52 a saca praticado na sexta-feira (13), valorização de 3,08% no comparativo.

Etanol hidratado

O etanol hidratado começou a semana valorizado pelo Indicador Diário Paulínia. Ontem, o metro cúbico do biocombustível foi negociado em R$ 3.232,50, valorização de 0,50% no comparativo com os preços de sexta-feira.
Rogério Mian
Fonte: Agência UDOP de Notícias
Copyright© 2008 - UDOP.
Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução, desde que citada a fonte.
Mais Lidas