Este site utiliza cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência. Ao continuar navegando
você concorda com nossa política de privacidade. Política de Privacidade

Facebook
Instagram
Linkedin
Twitter
Youtube
Fale Conosco
Aumento do preço dos carros deve inflar IPVA 2022
Imposto é aplicado sobre veículos e tem alíquota variável de acordo com a lei de cada estado. Outro motivo da alta é a diminuição da produção durante a pandemia
Publicado em 23/09/2021 às 17h01
O IPVA deve ficar mais caro em 2022, com a alta dos preços dos automóveis e diminuição da produção durante a pandemia. Dados da tabela Fipe mostram que o preço médio de carros populares subiu desde o começo do ano, e números da Associação Nacional de Fabricantes de Veículos Automotores mostram que a produção caiu 25% entre janeiro e agosto deste ano.

O IPVA é o Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores, cobrado de proprietários de veículos no Brasil. O valor é calculado a partir do preço médio do automotivo, segundo tabela criada pela Fipe (Fundação Instituição de Pesquisas Econômicas), e a determinação das alíquotas cabe a cada governo estadual.

No Rio de Janeiro, a tabela para 2021 determinou alíquota de 4% para carros flex, 2% para motos e 1,5% para carros movidos a GNV.

Já em São Paulo, o IPVA tem alíquota de 1,5% para caminhões, 2% para ônibus, micro-ônibus, caminhonetes de cabine simples, motocicletas, ciclomotores, motonetas, triciclos e quadriciclos, e 4% para demais carros.

O crescimento no valor dos automóveis em 2021 fez preços de carros populares dispararem. Em janeiro, era possível comprar o modelo mais básico do Gol 2021, da Volkswagen, por R$ 47 mil, enquanto em setembro, subiu para R$ 54 mil. Já o Fiat Mobi, que antes podia ser comprado por R$ 33,6 mil, agora está em R$ 42,2.

Para calcular o valor a ser pago de IPVA, deve-se ter em mãos o modelo do veículo, o ano de fabricação e a alíquota do imposto no estado. A base do cálculo é a tabela Fipe, que calcula o valor médio do veículo com base na marca, no modelo, novo ou usado, e no ano de fabricação.

Vejamos no caso do Gol. Se o dono do carro mora no Rio de Janeiro, vai pagar 4% do valor médio de R$ 54 mil, com base em valores de setembro da tabela Fipe. Portanto, deve pagar R$ 2.160 de IPVA. O imposto teria o mesmo valor em São Paulo, que mantém a alíquota para veículos flex também em 4%.
Fonte: IG Economia
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.