Este site utiliza cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência. Ao continuar navegando
você concorda com nossa política de privacidade. Política de Privacidade

Facebook
Instagram
Linkedin
Twitter
Youtube
Fale Conosco
Preocupações com a demanda e ajustes de investidores derrubam cotações do açúcar
Publicado em 15/10/2021 às 08h08
Foto Notícia
Preocupações mundiais com a demanda por açúcar e ajustes de portfólio de investidores antes que o Federal Reserve dos Estados Unidos comece a reduzir as medidas de estímulo econômico derrubaram os preços do açúcar ontem (14) nas bolsas internacionais, segundo analistas ouvidos pela Reuters. Em Nova York, a commodity atingiu a mínima de duas semanas.

O vencimento março/22 da ICE Future para o açúcar bruto foi contratado ontem a 19,59 centavos de dólar por libra-peso, recuo de 27 pontos no comparativo com os preços da véspera. Já a tela maio/22 recuou18 pontos, negociada em 19,25 cts/lb. Os demais contratos recuaram entre 1 e 11 pontos, com exceção do lote outubro/23 que subiu 4 pontos.

"Nova York e Londres tiveram preços mais baixos no que parecia ser uma venda especulativa", disse, à Reuters, um corretor localizado nos Estados Unidos. "Os especuladores estão ajustando as posições à medida que os Estados Unidos se movem para reduzir a liquidez".

"Devemos esperar que a próxima redução do Fed fortaleça o dólar americano -- um obstáculo estrutural para os futuros agrícolas --, embora a recuperação do dólar possa não acontecer imediatamente", disse a Peak Research em nota trazida, ainda, pela Agência Internacional de Notícias.

Açúcar branco

Em Londres o açúcar branco fechou em baixa em todos os lotes nesta quinta-feira. O vencimento dezembro/21 foi contratado a US$ 512,90 a tonelada, desvalorização de 1,20 dólar no comparativo com a véspera. Já a tela março/22 caiu 4,60 dólares, negociada em US$ 505,60 a tonelada. Os demais lotes caíram entre 2,10 e 4,30 dólares.

Açúcar cristal

Já o mercado doméstico medido pelo Indicador Cepea/Esalq, da USP, viu o açúcar se valorizar nesta quinta-feira. A saca de 50 quilos do tipo cristal foi negociada ontem em R$ 149,85, contra R$ 147,69 a saca na véspera, valorização de 1,46% no comparativo. No mês o Indicador acumula valorização de 5,16%.

Etanol hidratado

O etanol hidratado também fechou em alta ontem pelo Indicador Diário Paulínia. O biocombustível foi negociado em R$ 3.487,00 o m³, contra R$ 3.463,00 o m³ praticado na quarta-feira, valorização de 0,69% no comparativo.
Rogerio Mian
Fonte: Agência UDOP de Notícias
Copyright© 2008 - UDOP.
Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução, desde que citada a fonte.
Mais Lidas