Facebook
Instagram
Linkedin
Twitter
Youtube
Fale Conosco
Apesar de boa demanda pelo milho dos EUA, Chicago realiza e cai firme com vizinhos
Publicado em 03/03/2021 às 09h41
Foto Notícia
A Bolsa de Mercadorias de Chicago (CBOT) para o milho fechou a sessão de hoje com preços significativamente mais baixos. O mercado manteve o tom negativo, realizando lucros, mesmo com o bom desempenho das inspeções de exportação norte-americanas de milho, que ficaram acima do esperado pelo mercado. A queda dos vizinhos, soja e trigo, também pesaram negativamente. Além disso, os agentes esperam por novos sinais de demanda chinesa pelo grão estadunidense.

As inspeções de exportação norte-americana de milho chegaram a 1.636.876 toneladas na semana encerrada no dia 25 de fevereiro, conforme relatório semanal divulgado pelo Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA). O mercado esperava o número em 1,45 milhão de toneladas.

Na semana anterior, haviam atingido 1.266.555 toneladas. Em igual período do ano passado, o total inspecionado foi de 896.221 toneladas. No acumulado do ano-safra, iniciado em 1o de setembro, as inspeções somam 25.669.415 toneladas, contra 14.206.529 toneladas no acumulado do ano-safra anterior.

Os contratos de milho com entrega em maio/21 fecharam a US$ 5,38 1/4, baixa de 9,25 centavos de dólar, ou 1,68, em relação ao fechamento anterior. A posição julho de 2021 fechou a sessão a US$ 5,27 por bushel, recuo de 7,00 centavos de dólar, ou 1,49%, em relação ao fechamento anterior.
Gabriel Nascimento
Fonte: Safras & Mercado
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.
Mais Lidas