Este site utiliza cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência. Ao continuar navegando
você concorda com nossa política de privacidade. Política de Privacidade

Antaq vai ouvir portos para procurar soluções para a crise de contêineres
Publicado em 27/04/2022 às 14h04
Foto Notícia
A Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) vai fazer uma rodada de conversas com os terminais portuários para procurar formas de mitigar os efeitos da crise de contêineres pela qual o mundo passa desde o início da pandemia.

Há uma escassez motivada pela paralisação nas fábricas em todo mundo e por questões logísticas. O impacto é sentido no Brasil, embora o país seja responsável por apenas 1% da circulação de contêineres no mercado internacional.

Ao todo, 12 terminais portuários já apresentaram informações sobre as implicações operacionais que estão sendo enfrentadas.

Até o momento, os relatos indicam que um dos principais fatores para o problema no Brasil são as omissões de navios, ou seja, quando as embarcações "pulam" a parada em um porto para cumprir prazos de entregas. Como as embarcações deixam seus contêineres cheios e levam os vazios para outras localidades, ao não parar em um porto, atrapalham todo o planejamento de distribuição.

Os constantes atrasos nos embarques e desembarques de cargas que acessam a costa brasileira também têm sido apontados como um problema.

Estão programadas, ainda, reuniões com armadores de cabotagem e longo curso, os profissionais responsáveis por planejar a logística de cargas nacionais e internacionais, para que a agência tenha maior clareza sobre as questões de navegação que têm impactado o setor.
Fonte: Folha de S. Paulo (Coluna)
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.
Mais Lidas