Este site utiliza cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência. Ao continuar navegando
você concorda com nossa política de privacidade. Política de Privacidade

Facebook
Instagram
Linkedin
Twitter
Youtube
Fale Conosco
Região Sudeste registrou o maior avanço do País no preço do etanol em abril, com alta de 6,54%, aponta Ticket Log
O Rio de Janeiro registrou as maiores médias da região para gasolina e etanol e Minas Gerais para o diesel; Já São Paulo vendeu todos os combustíveis pelo menor preço médio
Publicado em 12/05/2022 às 11h55
Os postos de abastecimento da Região Sudeste apresentaram em abril o maior aumento em território nacional para o etanol. Em relação ao fechamento de março, o combustível foi comercializado 6,54% mais caro nas bombas, a R$ 5,800. O litro mais caro do combustível foi encontrado nos postos fluminenses, a R$ 6,413. Apesar do cenário de preços crescentes, o etanol comercializado no Sudeste em abril foi o segundo mais barato do País, atrás apenas da Região Centro-Oeste.

No recorte por Estado, o menor preço médio para o etanol foi encontrado nos postos de São Paulo, a R$ 5,097, apesar de ter registrado a maior alta entre os Estados em relação ao fechamento anterior (8,61%). Em contrapartida, as bombas fluminenses registraram as maiores médias para o etanol, a R$ 6,413, alta de 7,46%.

O mesmo cenário foi registrado para a gasolina em abril. As menores médias foram encontradas nos postos de abastecimento paulistas, a R$ 7,013. No Rio de Janeiro, a gasolina foi comercializada pelo maior preço médio, a R$ 7,814. Ambos os Estados registraram aumento nas médias em comparação a março: 4,10% e 1,81%, respectivamente.

"Apesar de estar entre os Estados com os maiores acréscimos no preço, São Paulo comercializou todos os combustíveis pelas menores médias do Sudeste. Quando comparamos a gasolina e o etanol, os motoristas que abastecem em São Paulo e em Minas Gerais podem optar pelo etanol como alternativa mais vantajosa. Já aqueles que estão no Rio de Janeiro e no Espírito Santo têm a gasolina como opção mais econômica, de acordo com o IPTL", aponta Douglas Pina, Diretor-Geral de Mainstream da Divisão de Frota e Mobilidade da Edenred Brasil.

O diesel comum e o diesel S-10 foram comercializados pelo maior preço médio em Minas Gerais, a R$ 6,735 e R$ 6,914, respectivamente. Ambos os combustíveis apresentaram alta de 3,97% para o tipo comum, e de 5,51% para o tipo S-10, em relação a março. Em contrapartida, São Paulo apresentou as menores médias para os combustíveis: R$ 6,470 para comum e R$ 6,668 para o tipo S-10. No balanço nacional, as médias registradas para o diesel no Sudeste foram de R$ 6,569 e R$ 6,739, respectivamente.

O IPTL é um índice de preços de combustíveis levantado com base nos abastecimentos realizados nos 21 mil postos credenciados da Ticket Log, que tem grande confiabilidade, por causa da quantidade de veículos administrados pela marca: 1 milhão ao todo, com uma média de oito transações por segundo. A Ticket Log, marca de gestão de frotas e soluções de mobilidade da Edenred Brasil, conta com mais de 30 anos de experiência e se adapta às necessidades dos clientes, oferecendo soluções modernas e inovadoras, a fim de simplificar os processos diários.
Fonte: Ticket Log
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.
Mais Lidas