Este site utiliza cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência. Ao continuar navegando
você concorda com nossa política de privacidade. Política de Privacidade

Facebook
Instagram
Linkedin
Twitter
Youtube
Fale Conosco
Com lockdowns, nenhum carro foi vendido durante todo mês de abril em Xangai
Em toda a China, vendas de carros na China caíram 46% em abril, disse Associação Chinesa de Fabricantes de Automóveis; Xangai é extremamente importante para a indústria automobilística do país
Publicado em 18/05/2022 às 16h38
Xangai registrou zero vendas de carros no mês passado, enquanto a China avançava com suas rigorosas medidas de controle de pandemia.

A maior área metropolitana da China, com 25 milhões de habitantes, está sob um estrito bloqueio há sete semanas. As autoridades ordenaram que as pessoas ficassem em casa e fechassem muitos negócios, enquanto tentavam acabar com o pior surto de Covid-19 da cidade.

Embora as autoridades tenham anunciado na última segunda-feira (16) que permitirão "baixos níveis de atividade" em algumas áreas, vários moradores disseram à CNN internacional que não foram autorizados a sair de seus complexos residenciais.

As restrições da Covid tiveram um impacto severo no mercado de automóveis da cidade --- quase todas as concessionárias foram fechadas e nenhuma venda foi registrada, de acordo com um comunicado da Associação Comercial de Vendas de Automóveis de Xangai divulgado na segunda-feira.

No geral, as vendas de carros na China caíram 46% em abril, para 1,2 milhão de veículos, em comparação com março. Foram as piores vendas de abril em uma década, disse a Associação Chinesa de Fabricantes de Automóveis na semana passada.

A China impôs restrições estritas enquanto luta contra o maior surto de Covid em mais de dois anos. Mais de 30 cidades na China estão sob bloqueio total ou parcial, afetando até 187 milhões de pessoas em todo o país, segundo cálculos da CNN.

Xangai é extremamente importante para a indústria automobilística chinesa.

A cidade ocupa o primeiro lugar em vendas gerais de carros --- cerca de 736.700 veículos novos foram vendidos em Xangai no ano passado, a maior entre todas as cidades chinesas, de acordo com estatísticas do principal regulador de seguros do país.

É também um importante centro de fabricação, lar de fabricantes de automóveis como Tesla e Volkswagen, bem como grandes fornecedores de peças Bosch e ZF Group.

Os bloqueios em Xangai e outras cidades causaram grandes interrupções na cadeia de suprimentos e afetaram os gastos dos consumidores na segunda maior economia do mundo.

As vendas da Tesla na China caíram 98% em abril em relação ao mês anterior, segundo dados da China Passenger Car Association. Sua produção na fábrica de Xangai também caiu 81%. É uma virada drástica para a montadora norte-americana após um forte início de ano na China continental.

A Toyota disse na semana passada que suspendeu as operações de 14 linhas de produção em oito fábricas no Japão, por causa da escassez de peças resultante do bloqueio em Xangai.

A Nissan Motor também relatou uma queda de 46% nas vendas na China em relação a um ano atrás.
Fonte: CNN Brasil
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.
Mais Lidas