Este site utiliza cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência. Ao continuar navegando
você concorda com nossa política de privacidade. Política de Privacidade

Chuva na primeira semana de julho atinge apenas os extremos do Brasil
Instabilidades provocam chuva forte no leste do Nordeste e no extremo sul do Rio Grande do Sul
Publicado em 04/07/2022 às 16h57
Foto Notícia
A semana começa com predomínio de sol e tempo firme na maior parte do Brasil, com chuva concentrada nos extremos do país.

O litoral do Nordeste deve ficar em atenção nos próximos dias para muita chuva. O risco de transtornos continua elevado. Em Natal, capital do Rio Grande do Norte, o volume registrado em apenas quatro dias já representa 81% da média climatológica de julho.

No Sul do Brasil, o tempo nesta semana segue aberto para a colheita do milho segunda safra e só chove no Rio Grande do Sul. As pancadas de chuva mais fortes ficam concentradas entre o oeste e sul do estado.

Já na região Norte, o tempo fica muito abafado e chove com trovoadas esta semana. No interior do Brasil, tempo firme e baixa umidade relativa do ar.

Chuva forte no Nordeste nesta 3ª

A terça-feira (4) será de chuva forte em Alagoas e Sergipe, com rajadas de vento ao longo do dia. Os acumulados de chuva são elevados, inclusive no norte do Maranhão e no litoral do Ceará, que também recebe fortes pancadas. Contudo, o tempo se mantém firme em grande parte do interior nordestino.

No norte do Brasil, há sol, calor e pancadas de chuva forte no Amazonas, em Roraima, Amapá, no oeste e norte do Pará. Alénm disso, o tempo fica firme no leste do Acre, centro-sul de Rondônia e no Tocantins.

O centro do país continua com tempo firme e seco, ainda sem chuva no Centro-Oeste, em São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro.

No Espírito Santo, pancadas isoladas nas áreas de divisa com o sul da Bahia, mas em Vitória o tempo volta a ficar firme.

Não chove no Paraná e em Santa Catarina. Mas há previsão de chuva forte no oeste e sul do Rio Grande do Sul.
Fonte: Canal Rural
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.
Mais Lidas