Combustíveis: Veja como conseguir um bom consumo na vida real  

12/09/2018 - O Programa Brasileiro de Etiquetagem, do Inmetro, registra o consumo de praticamente todos os carros à venda no Brasil. Mas, embora já pareçam realistas, é possível atingir os número conseguidos pelo Inmetro?

Curiosamente, sim. As médias de consumo com gasolina e etanol são coerentes com a realidade em modelos de diferentes categorias. Inclusive, é possível registrar números até melhores que os do Inmetro.

Antes mesmo de começar a rodar com o carro, é importante observar se os pneus estão com a calibragem correta. Pneus murchos podem aumentar o consumo em até 25% tanto na cidade quanto na estrada. Além disso, nesse caso eles também se desgastam mais rapidamente que o normal.

Outra dica importante é tentar programar frenagens e acelerações, principalmente no trânsito. Manter a atenção a um ou dois carros à frente do seu num congestionamento pode ajudar a modular a velocidade de tráfego de modo a exigir menos reduções e retomadas - práticas que aumentam o consumo de combustível.


Alguns sistemas podem atrapalhar o consumo

O controlador de velocidade pode ser outro vilão da economia. O sistema fará "de tudo" para manter o ritmo programado pelo motorista. Isso inclui acelerar e reduzir marchas em aclives, onde o condutor permitiria uma diminuição na velocidade em troca de menos exigência do motor.

Já no fluxo normal de trânsito e fora de subidas, o controlador pode reduzir o consumo, mas desde que seja adaptativo (acompanha o carro da frente).

Um dos carros mais econômicos à venda no Brasil tem 680 cv. Trata-se do Porsche Panamera Turbo S e-Hybrid Sport Turismo. O segredo é o conjunto híbrido plug-in sobre o capô, que leva ao consumo de 16,4 km/l de gasolina na cidade. Na estrada o número impressiona mais: são 22,3 km/l.


Veja dicas:

PÉ PESADO
Nem sempre acelerar fará seu carro andar mais rápido. Module o acelerador de acordo com a necessidade.

PNEUS MURCHOS
Calibragem de acordo com as especificações deixará veículo "no ponto" para médias de consumo melhores.

AR-CONDICIONADO
Sistema faz consumo aumentar na cidade, mas na estrada, é mais econômico do que rodar com as janelas abertas.

START-STOP
A tecnologia pode fazer o consumo diminuir em até 15% na cidade, pois desliga o motor em paradas.

Fonte: Jornal do Carro/ O Estado de S. Paulo
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.
Imprimir