Açúcar: contratos futuros se valorizam nas bolsas internacionais; mercado interno recua  

26/06/2019 - Os contratos futuros do açúcar fecharam em alta nessa terça-feira (25), nas bolsas internacionais. Em Nova York, o vencimento para julho/19 fechou em 12.33 centavos de dólar por libra-peso, alta de 6 pontos. O lote para outubro/19 foi firmado em 12.57 centavos de dólar por libra-peso, valorização de 10 pontos.


Na bolsa de Londres, os contratos para agosto/19 foram comercializados em US$ 324,10 a tonelada, alta de 1,10 dólar. Na tela para outubro/19, o lote fechou em US$ 329,90 a tonelada, alta também de 1,10 dólar.


Mercado interno


Os preços do açúcar no Brasil, medidos pelo Cepea/Esalq, da USP, caíram ontem (25). A saca de 50 quilos do tipo cristal foi vendida a R$ 61,58, desvalorização de 1,85% em relação aos preços na segunda-feira.


De acordo com análise do Cepea, a média do indicador do açúcar cristal Cepea/Esalq (mercado paulista), que vinha registrando queda desde a segunda quinzena de maio/19, apresentou certa estabilidade na última semana. Segundo pesquisadores da instituição, esse cenário se deve à postura de agentes de usinas, que estiveram firmes nos valores de suas ofertas. Compradores, por sua vez, estiveram ativos no mercado e, com isso, bons volumes foram negociados. No período de 17 a 21 de junho, a média do indicador foi de R$ 62,78/saca de 50 kg, alta de 0,49% em relação à de 10 a 14 de junho (R$ 62,47/saca de 50 kg).


Etanol

O etanol hidratado, vendido pelas usinas paulistas e medido pela Esalq/BM&F, manteve a sequência de queda. O biocombustível foi comercializado a R$ 1.663,00 o metro cúbico, uma queda de 0,12% no comparativo com a segunda-feira. Esta foi a 6ª queda consecutiva do indicador.

Rafaela Giomo
Fonte: Agência UDOP de Notícias
Copyright© 2008 - UDOP.
Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução, desde que citada a fonte.
Imprimir