Pré-Sal tem produção em alta segundo comparação anual  

11/07/2019 - Segundo a Agência Nacional do Petróleo ( ANP), produção de pré-sal teve grandes níveis de produção se comparado a seus registros históricos, o pré-sal evoluiu tanto em seu percentual quanto em sua participação total. Os dados recolhidos em comparação anual pela ANP registrou alta de cerca de 6,4% se comparado com o mês de abril deste ano que registrou cerca de 14,5% em sua produção.

No mês de maio a produção no pré-sal brasileiro registrou cerca de 60,7% do total produzido no país, arrecando o valor de 1,64 milhões de barris por dia de petróleo e cerca de 68,7 milhões de metros cúbicos/dia de gás natural, ou um total de 2,106 milhões de barris de petróleo equivalente por dia (boe/d).

De acordo com a ANP, a produção nacional ocorreu em 7.107 poços, sendo 642 marítimos e 6.465 terrestres.

Em maio de 2019, 296 áreas concedidas, duas áreas de cessão onerosa e cinco de partilha, operadas por 32 empresas, foram responsáveis pela produção nacional. Destas, 71 são marítimas e 232 terrestres. Os campos operados pela Petrobras produziram 94,4% do petróleo e do gás natural.

O campo de Lula, na Bacia de Santos, foi o que mais produziu petróleo e gás, com uma média de 910 mil de barris de petróleo por dia (bbl/d) e de 39,1 milhões de metros cúbicos de gás natural por dia (m³/dia).

10/07/19
Yuri Anderson
Fonte: O Petróleo
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.
Imprimir