Quinta-feira, 17 de agosto de 2017
:
EDITORIAS
Agência UDOP | Açúcar | Biodiesel | Cana-de-Açúcar | Combustíveis Fósseis | Diversas | Economia | Energia | Espaço Datagro
Etanol | Fórum de Articulistas | Investing.com | Investing.com Internacionais | Opinião | TV UDOP | Últimas Notícias
Economia Aumentar a letra    Diminuir a letra
Inflação sobe menos que o esperado em abril e vai abaixo do centro da meta  

20/04/2017 - A prévia da inflação oficial brasileira subiu menos que o esperado em abril e foi abaixo do centro da meta do governo, no resultado mais fraco em pouco mais de sete anos e favorecendo reduções de juros mais agressivas pelo Banco Central.

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo-15 (IPCA-15) subiu 4,41 por cento em 12 meses até abril, contra avanço de 4,73 por cento no mês anterior, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quinta-feira. A meta oficial é de 4,5 por cento pelo IPCA, com tolerância de 1,5 ponto percentual, neste ano e no próximo.

Trata-se do nível mais baixo do IPCA-15 nessa base de comparação desde janeiro de 2010, quando subiu 4,31 por cento.

Na comparação mensal, o IPCA-15 subiu 0,21 por cento, sobre 0,15 por cento em março, também abaixo do esperado e na leitura mais baixa para abril desde 2006 (+0,17 por cento).

Em pesquisa da Reuters, as projeções eram de avanço de 0,27 por cento em abril sobre março e de 4,49 por cento em 12 meses.

"Aumenta a possibilidade de o BC ser mais agressivo no corte de juros. Ninguém esperava, um tempo atrás, que a inflação voltaria para a meta logo no primeiro trimestre", afirmou o analista de inflação da consultoria Tendências, Marcio Milan, que ainda mantém a cautela e continua projetando novo corte de 1 ponto na próxima reunião do BC, em maio.

Segundo o IBGE, os grupos Transportes e Artigos de Residência tiveram queda nos preços, de 0,44 e 0,43 por cento, respectivamente em abril na comparação com março. Um dos destaques foi o recuo de 2,77 por cento nos preços dos combustíveis, uma vez que o litro da gasolina ficou 2,24 por cento mais barato e o do etanol, 5,48 por cento.

Os preços dos grupo de Habitação e Educação mostraram forte desaceleração da alta, com o primeiro subindo 0,39 por cento em abril após 0,64 por cento no mês anterior. Os preços de Educação avançaram 0,14 por cento, contra 0,87 por cento.

Na outra ponta, com forte peso sobre os bolsos dos consumidores, os preços de alimentos registraram alta de 0,31 por cento em abril depois de recuarem 0,08 por cento no mês anterior. Somente o tomate ficou 30,79 por cento mais caro.

A inflação de serviços subiu 0,44 por cento em abril, segundo as contas da Tendências, sobre 0,25 por cento em março. O avanço se deveu principalmente ao aumento de 15,32 nos preços das passagens aéreas e, excluindo esse item, a inflação de serviços desaceleraria a 0,31 por cento, sobre 0,34 por cento.

Na semana passada, o BC acelerou o ritmo e cortou a taxa básica de juros em 1 ponto percentual, para 11,25 por cento ao ano, e informou que chegou a discutir que a conjuntura econômica já permitiria redução maior, mas acabou optando por queda mais modesta devido ao cenário de incertezas e riscos.

O resultado do IPCA-15 também favorece a discussão, que já existe dentro do governo, de adotar uma meta de inflação menor para a partir de 2019.

Camila Moreira com edição de Patrícia Duarte
Fonte: Reuters
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.
Enviar por e-mail Imprimir
Clipping de Notícias UDOP
Inscreva-se e receba as novidades do setor.
    
Notícias Relacionadas
16/08/17 - Dólar cai e vai abaixo de R$3,15 após ata do Fed enfraquecer aposta de mais juros
  - Entrada de dólares supera saída em US$ 7,360 bi no ano até 11 de agosto, diz BC
  - Indústria paulista tem o melhor saldo de emprego acumulado dos últimos 4 anos
  - Reservatórios do Norte diminuem níveis e operam com 56,2% da capacidade
  - Novo modelo de seguro rural foca em precificação personalizada
  - Operações no Porto de Paranaguá voltam ao normal após recuo do mar
  - Fertilizantes: Anda aponta estabilidade nas entregas ao produtor
Para enviar a notícia, basta preencher o formulário abaixo.
Todos os campos são de preenchimento obrigatório!
 
Inflação sobe menos que o esperado em abril e vai abaixo do centro da meta
 
Seu nome:
Seu e-mail:
Destinatário:
E-mail destinatário:
(separe mais de um e-mail por ,)
Comentário:
 
Se não consegue ler a palavra, clique aqui.
Digite a palavra:
 
A UDOP

• Associadas
• Associe-se
• Estrutura Administrativa
• Nossa História
• Missão, Visão e Objetivos
• Medalha da Agroenergia
• Serviços Prestados
• Vídeo Institucional
• Apoio Cultural
• Contatos
Institucional

• Comitês de Gestão
• Convênios e Parcerias
• Legislação
• Sustentabilidade
UniUDOP

• A UniUDOP
• Agenda
• Aulas/Palestras
• Comitês de Gestão
• Congresso Nacional da Bioenergia
• Pós-Graduação
• Qualifica
• Seminário/Workshop
• Apoio Cultural
Imprensa

• Agência UDOP de Notícias
• Últimas Notícias
• Fórum de Articulistas
• Galerias de Fotos
• Mídias Sociais
• RSS
• TV UDOP
• Apoio Cultural
• Contatos
Dados de Mercado

• Boletins
• Comércio Exterior
• Consecana
• Cotações
• Indicador - Açúcar
• Indicador - Etanol
• Produção Brasileira
Serviços

• Biblioteca Virtual
• Bolsa de Empregos
• Bolsa de Negócios
• Calendário de Eventos
• Guia de Empresas
• Índice Pluviométrico
• Pesquisas UDOP
• Previsão do Tempo
• Usinas/Destilarias
Mapas

• Usinas/Destilarias
• Bacias Hidrográficas
UDOP - União dos Produtores de Bioenergia
Praça João Pessoa, 26 - Centro - 16.010-450 - Araçatuba/SP - tel/fax: +55 (18) 2103-0528

2012 - Todos os direitos reservados
Desenvolvimento:
/