Sexta-feira, 20 de abril de 2018
:
EDITORIAS
Agência UDOP | Açúcar | Biodiesel | Cana-de-Açúcar | Combustíveis Fósseis | Diversas | Economia
Energia | Espaço Datagro | Etanol | Fórum de Articulistas | Opinião | TV UDOP | Últimas Notícias
Diversas Aumentar a letra    Diminuir a letra
Mesmo com redução de 3,4%, safra de grãos é segundo recorde no país  

11/04/2018 - A colheita de grãos da safra 2017/2018 deverá ser a segunda maior do país, com uma produção de 229,5 milhões de toneladas. Os números estão no 7º Levantamento da Safra de Grãos 2017/2018, divulgado hoje (10) pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

De acordo com o órgão, apesar da queda de 3,4% em comparação à safra passada, que chegou a 237,7 milhões de toneladas, o número é ainda bastante elevado se considerada a média de produção no Brasil em condições atmosféricas normais.

Segundo o superintendente de Informações do Agronegócio da Conab, Aroldo Antônio de Oliveira Neto, a produção do milho é responsável pela redução total da safra. "Estamos em um processo de plantio do milho segunda safra, em uma janela mais curta, porque houve atraso de plantio da primeira safra. Isso faz com que o produtor reduza o pacote tecnológico para reduzir o risco [de perdas financeiras]", disse, explicando o motivo pelo qual a produtividade do milho segunda safra é sempre menor.

Também houve aumento da área plantada de soja, sendo estimado em 3,5% em relação ao ano passado, atingindo 35,1 milhões de hectares. A consequência é a redução da área plantada de milho, na primeira safra, 7,7% menor que a safra anterior (a menor área semeada desde 1976/77), e na segunda safra, redução de 5,6%. Como o milho tem maior produtividade que a soja, isso também leva a uma redução total da produção de grãos.

A soja deve alcançar 114,9 milhões de toneladas, sendo 0,8% superior à safra passada. Com a proximidade do fim da colheita do milho primeira safra, a produção se confirma na casa dos 25,6 milhões de toneladas, 16% inferior à safra passada, segundo a Conab. Já o milho segunda safra, com a redução de 562,6 mil hectares em relação à safra passada, resulta em estimativa de produção de 63,02 milhões de toneladas, retração de 6,5% em relação à safra anterior.


Clima

A produtividade recorde da safra passada foi beneficiada por um excelente clima, o que não se repetiu agora, mesmo com a situação climática considerada boa na maioria das regiões produtoras. O superintendente da Conab explicou que a situação climática na Região Sul impactou a produtividade.

As altas temperaturas e escassez de chuvas provocaram danos nas lavouras de primeira safra, principalmente no Rio Grande do Sul e, agora, na segunda safra, é preciso atenção às frentes frias e geadas. "Se não tivéssemos problema climático no Sul, a safra seria maior que a passada", disse.

A estimativa é de uma queda de 9,9% na produção total de grãos na Região Sul. Também há queda no Centro-Oeste (1%) e no Sudeste (0,1%), pela redução da área plantada de milho. No Norte e Nordeste haverá aumento, de 1,4% e 5,2%, respectivamente, principalmente devido às boas condições climáticas.

10/04/18
Andreia Verdélio com edição de Maria Claudia

Fonte: Agência Brasil - ABr
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.
Enviar por e-mail Imprimir
Clipping de Notícias UDOP
Inscreva-se e receba as novidades do setor.
    
Notícias Relacionadas
20/04/18 - Consumidores esperam inflação de 5% em 12 meses a partir de abril, aponta FGV
  - Venda de 60% de refinarias pode ser concluída ano que vem, diz Parente
  - Ministro mantém em 3% previsão de crescimento para o Brasil este ano
  - Ainda abaixo dos 12 cts/lb, açúcar tem leve alta na bolsa de Nova York
  - Tecnologia na classificação de grãos pode elevar receitas de produtor em R$ 3 bi
  - Colheita da soja avança 13 pontos e atinge 62% da área no RS
  - Chuva nos próximos dias atrapalha o escoamento da soja no sul do Pará
  - RS: Colheita do milho chega a 90% no Estado
  - SP: pouca chuva prejudica desenvolvimento da cana-de-açúcar
19/04/18 - Colheita de soja alcança 39,6% da área apta na Argentina, diz Bolsa de Buenos Aires
  - Condições são favoráveis ao trabalho de colheita da cana
  - Tempo: Temperaturas caem sobre a faixa Centro-Sul do país e geadas não estão descartadas
  - Cenário climático e definições da safra devem conferir volatilidade ao milho
Para enviar a notícia, basta preencher o formulário abaixo.
Todos os campos são de preenchimento obrigatório!
 
Mesmo com redução de 3,4%, safra de grãos é segundo recorde no país
 
Seu nome:
Seu e-mail:
Destinatário:
E-mail destinatário:
(separe mais de um e-mail por ,)
Comentário:
 
 
A UDOP

• Associadas
• Associe-se
• Estrutura Administrativa
• Nossa História
• Missão, Visão e Objetivos
• Troféu da Agroenergia
• Serviços Prestados
• Vídeo Institucional
• Apoio Cultural
• Contatos
Institucional

• Comitês de Gestão
• Convênios e Parcerias
• Legislação
• Sustentabilidade
UniUDOP

• A UniUDOP
• Agenda
• Aulas/Palestras
• Comitês de Gestão
• Congresso Nacional da Bioenergia
• Pós-Graduação
• Qualifica
• Seminário/Workshop
• Apoio Cultural
Imprensa

• Agência UDOP de Notícias
• Últimas Notícias
• Fórum de Articulistas
• Galerias de Fotos
• Mídias Sociais
• RSS
• TV UDOP
• Apoio Cultural
• Contatos
Dados de Mercado

• Boletins
• Comércio Exterior
• Consecana
• Cotações
• Indicador - Açúcar
• Indicador - Etanol
• Produção Brasileira
Serviços

• Biblioteca Virtual
• Bolsa de Empregos
• Bolsa de Negócios
• Calendário de Eventos
• Guia de Empresas
• Índice Pluviométrico
• Pesquisas UDOP
• Previsão do Tempo
• Usinas/Destilarias
Mapas

• Usinas/Destilarias
• Bacias Hidrográficas
UDOP - União dos Produtores de Bioenergia
Praça João Pessoa, 26 - Centro - 16.010-450 - Araçatuba/SP - tel/fax: +55 (18) 2103-0528

2012 - Todos os direitos reservados
Desenvolvimento:
/