Segunda-feira, 21 de maio de 2018
:
EDITORIAS
Agência UDOP | Açúcar | Biodiesel | Cana-de-Açúcar | Combustíveis Fósseis | Diversas | Economia
Energia | Espaço Datagro | Etanol | Fórum de Articulistas | Opinião | TV UDOP | Últimas Notícias
Economia Aumentar a letra    Diminuir a letra
Alta do dólar sobre real não preocupa, diz secretário do Tesouro  

16/05/2018 - O secretário do Tesouro, Mansueto Almeida, disse nesta quarta-feira que a atual escalada do dólar frente ao real não preocupa, e deixou claro que o Banco Central é quem está monitorando esses movimentos no câmbio.

"O Tesouro sempre conversa com o Banco Central, troca informação", afirmou ele quando questionado se o Tesouro descarta atuar com o BC nos mercados.

"Questão de taxa de câmbio, questão de taxa de juros, é Banco Central. Questão fiscal é ministério da Fazenda e Planejamento. Então cada um na sua área de atuação. O que há, e o que é comum, é um bom e excelente diálogo dentro da equipe econômica", acrescentou.

Nesta manhã, o dólar mantinha a trajetória de alta acompanhando o cenário externo, na casa de 3,68 reais, com os investidores temendo juros mais altos do que o esperado nos Estados Unidos este ano, já que altas adicionais influenciam o fluxo global de recursos.

Mansueto repetiu a avaliação feita por membros da equipe econômica nos últimos dias, destacando que o dólar tem subido frente a outras divisas, inclusive ao euro.

"Essa volatilidade é uma coisa muito de curto prazo, muito de atuação de mercado... Por enquanto não preocupa", afirmou.

Questionado sobre o impacto nas contas públicas da renegociação de dívidas do Fundo de Assistência ao Trabalhador Rural (Funrural), Mansueto afirmou que se todos os valores devidos fossem renegociados de uma vez e neste ano, essa despesa poderia chegar a 17 bilhões de reais.

Ele também reforçou que essa renegociação só poderá ocorrer quando o Congresso Nacional aprovar uma lei prevendo dotação orçamentária específica para este fim.

Em função do quadro ainda indefinido, as despesas decorrentes do Funrural não deverão entrar no relatório de receitas e despesas, que será divulgado até dia 22.

A jornalistas, ele reconheceu que nos últimos meses alguns indicadores de atividade têm vindo "um pouquinho mais fracos do que se esperava", e apontou que o time econômico está trabalhando numa eventual revisão da perspectiva de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) este ano, hoje em 3 por cento.

Segundo ele, em tese, o PIB mais fraco afetaria as receitas no ano, mas apontou que a arrecadação tem sido bastante boa, vindo inclusive acima do esperado em abril. Também disse que os royalties de petróleo também tendem a beneficiar, já que o Orçamento do ano considerou cotação de 50 dólares o barril, frente a cerca de 75 dólares atualmente.

Marcela Ayres
Fonte: Reuters
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.
Enviar por e-mail Imprimir
Clipping de Notícias UDOP
Inscreva-se e receba as novidades do setor.
    
Notícias Relacionadas
21/05/18 - Não há espaço para cortar impostos; governo ainda analisa preços de combustíveis, diz Guardia
  - Vendas de veículos novos no Brasil vão superar projeção de alta de 12% em 2018, diz Anfavea
  - Superávit da balança na 3ª semana de maio foi de US$ 1,924 bilhão
  - Temer vai reunir ministros para discutir preço dos combustíveis, afirma Minas e Energia
  - Valor de comercialização da soja sobe mais de 20% em um ano no MS
  - China deve importar mais milho no ciclo 2018/19
  - Soja: Bolsa de Buenos Aires reduz estimativa da safra na Argentina para 36 milhões de toneladas
  - Grãos: veja o relatório semanal de inspeção de exportação do USDA
  - Milho: Mercado acompanha queda do dólar e opera em campo negativo nesta 2ª feira na BM&F Bovespa
  - Soja intensifica ganhos em Chicago e sobe mais de 20 pts na tarde desta 2ª feira
  - Em ano eleitoral, preço dos combustíveis vira tema de debates em Brasília
  - Preços do diesel e da gasolina seguem em alta nas refinarias da Petrobras
  - Mercado aumenta estimativa de inflação para 3,5%, este ano
  - Câmbio para fim de 2018 sobe de R$ 3,40 para R$ 3,43, projeta Focus
  - Dólar recua com ampliação da oferta de hedge pelo BC
Para enviar a notícia, basta preencher o formulário abaixo.
Todos os campos são de preenchimento obrigatório!
 
Alta do dólar sobre real não preocupa, diz secretário do Tesouro
 
Seu nome:
Seu e-mail:
Destinatário:
E-mail destinatário:
(separe mais de um e-mail por ,)
Comentário:
 
 
A UDOP

• Associadas
• Associe-se
• Estrutura Administrativa
• Nossa História
• Missão, Visão e Objetivos
• Troféu da Agroenergia
• Serviços Prestados
• Vídeo Institucional
• Apoio Cultural
• Contatos
Institucional

• Comitês de Gestão
• Convênios e Parcerias
• Legislação
• Sustentabilidade
UniUDOP

• A UniUDOP
• Agenda
• Aulas/Palestras
• Comitês de Gestão
• Congresso Nacional da Bioenergia
• Pós-Graduação
• Qualifica
• Seminário/Workshop
• Apoio Cultural
Imprensa

• Agência UDOP de Notícias
• Últimas Notícias
• Fórum de Articulistas
• Galerias de Fotos
• Mídias Sociais
• RSS
• TV UDOP
• Apoio Cultural
• Contatos
Dados de Mercado

• Boletins
• Comércio Exterior
• Consecana
• Cotações
• Indicador - Açúcar
• Indicador - Etanol
• Produção Brasileira
Serviços

• Biblioteca Virtual
• Bolsa de Empregos
• Bolsa de Negócios
• Calendário de Eventos
• Guia de Empresas
• Índice Pluviométrico
• Pesquisas UDOP
• Previsão do Tempo
• Usinas/Destilarias
Mapas

• Usinas/Destilarias
• Bacias Hidrográficas
UDOP - União dos Produtores de Bioenergia
Praça João Pessoa, 26 - Centro - 16.010-450 - Araçatuba/SP - tel/fax: +55 (18) 2103-0528

2012 - Todos os direitos reservados
Desenvolvimento:
/