Terça-feira, 20 de novembro de 2018
:
EDITORIAS
Agência UDOP | Açúcar | Biodiesel | Cana-de-Açúcar | Combustíveis Fósseis | Diversas | Economia
Energia | Espaço Datagro | Etanol | Fórum de Articulistas | Opinião | TV UDOP | Últimas Notícias
Economia Aumentar a letra    Diminuir a letra
Ata: projeção do IPCA 2018 (cenário de mercado) está em 4,4%, como no comunicado  

06/11/2018 - A ata do último encontro do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central, divulgada na manhã desta terça-feira, 6, indicou que a projeção para o IPCA de 2018 no cenário de mercado está em 4,4%. Já a projeção para 2019 é de 4,2% e, para 2020, de 3,7%.

Estes são os mesmos valores citados no comunicado que acompanhou a decisão do colegiado na semana passada, quando a Selic (a taxa básica de juros) foi mantida em 6,50% ao ano pela quinta vez consecutiva. O cenário de mercado utiliza como referência as projeções do Relatório de Mercado Focus para a Selic e o câmbio.

No Relatório Trimestral de Inflação (RTI) divulgado em 27 de setembro, as projeções do cenário de mercado estavam em 4,1% para 2018, 4,0% para 2019 e 3,6% para 2020.


Cenário de referência

Na agora divulgada, o BC indicou ainda que a projeção para o IPCA de 2018 no cenário de referência está em 4,4%. A projeção para 2019 é de 4,2% e, para 2020, de 4,1%. Estes também são os mesmos valores citados no comunicado que acompanhou a decisão do colegiado na semana passada.

O BC formulou seu cenário de referência tendo como base a Selic constante em 6,50% ao ano e uma taxa de câmbio de R$ 3,70. Este valor para o câmbio teve como base a cotação média para a moeda americana observada nos cinco dias úteis encerrados na sexta-feira anterior à reunião do Copom (dia 16 de outubro).

No RTI de setembro, as projeções do cenário de referência estavam em 4,4% para 2018, 4,5% para 2019 e 4,2% para 2020.

Desde fevereiro do ano passado, o BC vinha dando maior ênfase ao cenário de mercado, em detrimento do cenário de referência. Na época, a instituição alegou que, como a Selic estava em processo de baixa, o cenário com taxa constante perdia relevância. Porém, a partir de maio deste ano, com a Selic estável, o cenário de referência voltou a ganhar destaque nas comunicações do BC.

O centro da meta de inflação perseguida pelo BC este ano é de 4,5%, com margem de tolerância de 1,5 ponto porcentual (inflação entre 3,0% e 6,0%). No caso de 2019, a meta é de 4,25%, com margem de 1,5 ponto (taxa de 2,75% a 5,75%). Já a meta para 2020 é de 4,0%, com margem de 1,5 ponto (de 2,5% a 5,5%).

No Relatório de Mercado Focus publicado nesta segunda-feira, 5, as instituições financeiras projetaram inflação de 4,40% em 2018, 4,22% em 2019 e 4,00% em 2020.


Preços administrados

O Banco Central revisou suas projeções para a alta dos preços administrados em 2018 e 2019, conforme a ata do último encontro do Copom. Para este ano, o índice calculado passou de 7,7% para 7,4% no cenário de mercado. No caso do próximo ano, o porcentual foi de 5,4% para 5,6%. Já a projeção para 2020 foi de 3,8% para 3,9%. As estimativas anteriores constavam no RTI divulgado no fim de setembro.

No cenário de referência, a projeção para a alta dos preços administrados em 2018 passou de 8,3% para 7,3%. No caso de 2019, foi de 5,7% para 5,4% e, para 2020, de 4,3% para 4,1%.

Nesta segunda-feira, o Focus indicou que a estimativa para 2018 no mercado financeiro é de elevação de 7,55% dos administrados. Para 2019, a expectativa está em 4,80% e, para 2020, em 4,20%.

As projeções para os preços administrados ajudaram a formar a base para que o colegiado mantivesse na semana passada a Selic (a taxa básica de juros) em 6,50% ao ano.

Fonte: Estadão Conteúdo
Texto extraído da revista Isto É Dinheiro
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.
Enviar por e-mail Imprimir
Clipping de Notícias UDOP
Inscreva-se e receba as novidades do setor.
    
Notícias Relacionadas
20/11/18 - Paulo Guedes confirma que novo governo terá Secretaria de Privatizações
  - Brasil cai 6 posições e flerta com lanterna em ranking de talentos global
  - ´Quem ferrou o Brasil foram os economistas´, diz Bolsonaro
  - Produtividade industrial se recupera
  - Equipe econômica de Bolsonaro se prepara para participar de fórum em Davos
Para enviar a notícia, basta preencher o formulário abaixo.
Todos os campos são de preenchimento obrigatório!
 
Ata: projeção do IPCA 2018 (cenário de mercado) está em 4,4%, como no comunicado
 
Seu nome:
Seu e-mail:
Destinatário:
E-mail destinatário:
(separe mais de um e-mail por ,)
Comentário:
 
 
A UDOP

• Associadas
• Associe-se
• Estrutura Administrativa
• Nossa História
• Missão, Visão e Objetivos
• Troféu da Agroenergia
• Serviços Prestados
• Vídeo Institucional
• Contatos
Institucional

• Comitês de Gestão
• Convênios e Parcerias
• Legislação
• Sustentabilidade
UniUDOP

• A UniUDOP
• Agenda
• Aulas/Palestras
• Comitês de Gestão
• Congresso Nacional da Bioenergia
• Pós-Graduação
• Qualifica
• Seminário UDOP de Inovação
Imprensa

• Agência UDOP de Notícias
• Últimas Notícias
• Fórum de Articulistas
• Galerias de Fotos
• Mídias Sociais
• RSS
• TV UDOP
• Apoio Cultural
• Contatos
Dados de Mercado

• Boletins
• Comércio Exterior
• Consecana
• Cotações
• Indicador - Açúcar
• Indicador - Etanol
• Produção Brasileira
Serviços

• Biblioteca Virtual
• Bolsa de Empregos
• Bolsa de Negócios
• Calendário de Eventos
• Guia de Empresas
• Índice Pluviométrico
• Pesquisas UDOP
• Previsão do Tempo
• Usinas/Destilarias
Mapas

• Usinas/Destilarias
• Bacias Hidrográficas
UDOP - União dos Produtores de Bioenergia
Praça João Pessoa, 26 - Centro - 16.010-450 - Araçatuba/SP - tel/fax: +55 (18) 2103-0528

2012 - Todos os direitos reservados
Desenvolvimento:
/