Domingo, 24 de maro de 2019
:
banner
EDITORIAS
Agncia UDOP | Acar | Biodiesel | Cana-de-Acar | Combustveis Fsseis | Diversas | Economia
Energia | Espao Datagro | Etanol | Frum de Articulistas | Opinio | TV UDOP | ltimas Notcias
Economia Aumentar a letra    Diminuir a letra
SLC v tendncia de alta para preo da soja com plantio menor nos EUA  

15/03/2019 - A tendncia para os preos da soja no mercado internacional altista, a despeito de um potencial acordo comercial entre Estados Unidos e China, dada a perspectiva de menor plantio por produtores norte-americanos em 2019, afirmou nesta quinta-feira o diretor-presidente da SLC Agrcola, Aurlio Pavinato.

As duas maiores economias do mundo esto s turras desde meados do ano passado, quando Pequim taxou diversas importaes dos EUA, incluindo a soja. Nos ltimos meses, os pases vm trabalhando em um acordo para pr fim disputa, e as cotaes da oleaginosa na Bolsa de Chicago j refletem isso.

Atualmente, o valor da commodity na CBOT oscila perto de 9 dlares por bushel, cerca de 1 dlar acima do patamar de julho do ano passado, logo aps a China taxar o produto dos EUA, embora ainda aqum dos 10,5 dlares por bushel registrados antes do acirramento da guerra comercial.

"Esse preo baixo da soja nos EUA est desestimulando o plantio nesta safra. O produtor vai plantar menos soja e mais milho, isso j se reflete no mercado. Ano que vem no ser to grande a oferta (de soja)", afirmou Pavinato em teleconferncia com analistas e investidores sobre os resultados financeiros da SLC, que produz commodities como soja, milho e algodo.

Os norte-americanos daro incio semeadura da temporada deste ano entre abril e maio e, segundo dados do Departamento de Agricultura do pas (USDA), sero 85 milhes de hectares com a cultura, contra 89,2 milhes em 2018.

Conforme Pavinato, as cotaes futuras para a soja na Bolsa de Chicago mostram que o mercado j enxerga um corte de produo frente. O contrato para novembro, que projeta a nova safra, est em 9,3 dlares por bushel, enquanto que o de julho de 2020 sinaliza 9,6 dlares.


Acordo

Apesar do que mostram as cotaes futuras da soja, um acordo entre EUA e China seria determinante para o produtor brasileiro em um horizonte prximo, medida que ele se encaminha para o final da colheita do ciclo vigente.

"Se no se chegar a um acordo (comercial), a volta a taxao, volta a ter mais demanda pela soja brasileira. E aumenta o basis do Brasil... Chegando-se a um acordo, vai ter oferta muito grande no curto prazo de soja americana. Com isso poder acontecer uma mudana da soja em Chicago e ter pequena reduo de preo", disse Pavinato, ponderando que isso seria momentneo, seguido por uma recuperao de valores em meio ao mencionado plantio menor.

Ele disse apostar em um acordo "ao menos na questo do agronegcio" entre as duas potncias econmicas, o que daria sustentao tambm aos preos do algodo.

"A guerra comercial entre EUA e China cria insegurana no mercado global... Isso fez com que houvesse retrao em toda indstria mundial. Isso provocou reduo temporria de preo... Os fundamentos no eram para reduo de preos, mas essa questo poltica provocou essa reduo momentnea", afirmou, destacando que o atual nvel de preo na ICE, em torno de 75 centavos de dlar por libra-peso, "adequado".

Para Pavinato, a produo brasileira de algodo " grande, mas no para alterar a dinmica do mercado mundial".

E no que diz respeito ao milho, uma vez que a China no grande importadora, a disputa comercial acaba no afetando muito os preos, avaliou.

"Por isso que no estamos pessimistas com preos no prximo ano... Tanto para milho, quanto para soja, quanto para algodo."


Balano

A SLC Agrcola registrou lucro consolidado 75,5 por cento menor no quarto trimestre de 2018, embora no acumulado do ano o ganho tenha sido 10,1 por cento maior, informou a empresa em balano na noite de quarta-feira.

Entre outubro e dezembro, a SLC Agrcola, cujo foco principalmente produo de soja, milho e algodo, lucrou 33,46 milhes de reais, ante 136,63 milhes um ano antes.

Em todo o ano de 2018, o lucro bruto da companhia foi de 406,50 milhes de reais, acima dos 369,26 milhes em 2017.

A receita lquida da SLC cresceu 13,8 por cento no quarto trimestre, para 803,02 milhes de reais, e 13 por cento no ano, a 2,09 bilhes de reais, com o algodo em pluma respondendo por praticamente metade das vendas (1,08 bilho), seguido pela soja (875,23 milhes).

Em seu balano, a empresa disse que o quarto trimestre foi marcado pelo encerramento do plantio das culturas da soja e do algodo primeira safra. Na primeira quinzena de dezembro ocorreu o incio da colheita das cultivares precoces de soja, ao que se sucedeu o plantio do algodo segunda safra, finalizado no final de janeiro e seguido pelo plantio do milho segunda safra.

"At 28 de fevereiro j havamos realizado 63 por cento da colheita da soja, com perspectiva de ultrapassarmos o projeto de 3.515 quilos por hectare estipulado para esta cultura. O milho segunda safra j se encontrava 92 por cento plantado", destacou a companhia.

"As condies climticas para o desenvolvimento das culturas do algodo primeira safra, algodo segunda safra e milho segunda safra tm sido favorveis, o que, associado ao fato de que as reas de segunda safra foram plantadas mais cedo, no comparativo com a safra anterior, nos deixa confiantes a respeito do alto potencial produtivo de ambas as culturas", acrescentou a empresa.

14/03/19
Jos Roberto Gomes

Fonte: Notcias Agrcolas
Notcias de outros veculos so oferecidas como mera prestao de servio
e no refletem necessariamente a viso da UDOP.
Enviar por e-mail Imprimir
Clipping de Notcias UDOP
Inscreva-se e receba as novidades do setor.
    
Notcias Relacionadas
22/03/19 - Bovespa fecha em queda de 3,1% e vai abaixo dos 94 mil pontos com cenrio poltico no radar
  - Dlar dispara 2,7%, maior alta desde maio de 2017, com receio sobre Previdncia e exterior
  - Conab avalia que aumento das exportaes de soja podem afetar mercado interno
  - Priso de Temer e reforma de militares afastam Bolsa dos 100 mil pontos
  - Brasil no abre mo de status de pas em desenvolvimento, diz diretor da OMC
  - Petrobras faz hedge para produo de 2019; compra "put" de Brent a US$60
  - Colheita do milho na Argentina atinge 8,5% da rea
  - USDA informa venda de 300 mil t de milho para a China
  - Cotaes do milho em Chicago seguem firmes e valorizadas nessa sexta-feira
  - Colheita da soja avana para 18% da rea no RS
  - Soja trabalha em campo misto nesta 6 feira se divindo entre clima e guerra comercial
  - Mesmo com enchentes nos EUA, mercado de soja no reage
  - Colheita da soja avana no RS
Para enviar a notcia, basta preencher o formulrio abaixo.
Todos os campos so de preenchimento obrigatrio!
 
SLC v tendncia de alta para preo da soja com plantio menor nos EUA
 
Seu nome:
Seu e-mail:
Destinatrio:
E-mail destinatrio:
(separe mais de um e-mail por ,)
Comentrio:
 
 
A UDOP

• Associadas
• Associe-se
• Estrutura Administrativa
• Nossa Histria
• Misso, Viso e Objetivos
• Trofu da Agroenergia
• Serviços Prestados
• Vídeo Institucional
• Contatos
Institucional

• Comits de Gesto
• Convênios e Parcerias
• Legislação
• Sustentabilidade
UniUDOP

• A UniUDOP
• Comits de Gesto
• Congresso Nacional da Bioenergia
• Frum de Implementao Tecnolgica
• Pós-Graduação
• Qualifica
• Seminrio UDOP de Inovao
Imprensa

• Agncia UDOP de Notcias
• ltimas Notcias
• Frum de Articulistas
• Galerias de Fotos
• Mdias Sociais
• RSS
• TV UDOP
• Apoio Cultural
• Contatos
Dados de Mercado

• Boletins
• Comércio Exterior
• Consecana
• Cotações
• Indicador - Açúcar
• Indicador - Etanol
• Produo Brasileira
Servios

• Biblioteca Virtual
• Bolsa de Empregos
• Bolsa de Negócios
• Calendrio de Eventos
• Guia de Empresas
• ndice Pluviomtrico
• Pesquisas UDOP
• Previso do Tempo
• Usinas/Destilarias
Mapas

• Usinas/Destilarias
• Bacias Hidrogrficas
UDOP - União dos Produtores de Bioenergia
Praça João Pessoa, 26 - Centro - 16.010-450 - Araçatuba/SP - tel/fax: +55 (18) 2103-0528

2012 - Todos os direitos reservados

POLÍTICAS DE PRIVACIDADE
Desenvolvimento:
/