Este site utiliza cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência. Ao continuar navegando
você concorda com nossa política de privacidade. Política de Privacidade

Soja: sem referencial de Chicago, preços estabilizam no Brasil
Feriado nos Estados Unidos e leve alta do dólar freou negociações ao longo do dia
Publicado em 05/07/2022 às 11h32
Foto Notícia
Sem a referência de Chicago por conta do feriado nos Estados Unidos (Dia da Independência), o mercado brasileiro de soja teve um dia morto em termos de negócios. Os preços pouco se alteraram, diante da ausência de negociadores. O dólar encerrou o dia em leve alta, sem impacto na formação das cotações domésticas.

-- Passo Fundo (RS): a saca de 60 quilos subiu de R$ 188,00 para R$ 188,50

-- Região das Missões: a cotação seguiu em R$ 186,50

-- Porto de Rio Grande: o preço estabilizou em R$ 193,50

-- Cascavel (PR): o preço permaneceu em R$ 186,00 a saca

-- Porto de Paranaguá (PR): a saca ficou em R$ 192,50

-- Rondonópolis (MT): a saca seguiu em R$ 172,00

-- Dourados (MS): a cotação permaneceu em R$ 177,00

-- Rio Verde (GO): a saca passou de R$ estabilizou em R$ 172,50

Soja em Chicago

Não houve sessão na Bolsa de Chicago nesta segunda devido ao feriado nacional dos Estados Unidos.

Câmbio

O dólar comercial encerrou a sessão em alta de 0,05%, sendo negociado a R$ 5,3250 para venda e a R$ 5,3230 para compra. Durante o dia, a moeda norte-americana oscilou entre a mínima de R$ 5,2880 e a máxima de R$ 5,3340.

Agenda de terça

-- Dados sobre as lavouras do Paraná -- Deral, na parte da manhã

-- O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulga, às 9h, a Pesquisa Industrial Mensal referente a maio.

-- Inspeções de exportação semanal dos EUA -- USDA, 12hs.

-- Relatório de condições das lavouras dos EUA -- USDA, 17hs.
Fonte: Agência SAFRAS
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.
Mais Lidas